11 Dicas Para Prevenir a Infecção Cirúrgica

Associação americana de enfermeiros lista precauções que devem ser tomadas

É dever dos líderes da saúde incentivar a adoção de medidas de prevenção das infecções do sítio cirúrgico (ISC). As ISC são uma consequência não intencional, mas real, porém podem ser evitadas ou diminuídas com a adoção de alguns procedimentos. O AORN Journal, produzido pela Associação de Enfermeiros Perioperatórios Registrados dos EUA, listou 11 dicas direcionadas às esquipes multiprofissionais que atuam em centros cirúrgicos para diminuírem as chances de complicações decorrentes de uma cirurgia. Veja abaixo quais são:

1 – Lave as mãos frequentemente com produtos a base de álcool e esfregue executando apropriada técnica cirúrgica

2 – Realize a antissepsia da pele usando a técnica cirúrgica e antisséptico apropriado

3 – Use trajes lavados em lavanderia adequada

4 – Minimize o tráfego na sala de cirurgia

5 – Siga os protocolos de limpeza ambiental

6 – Desenvolva estratégias de prevenção de ISC com os pacientes e suas famílias

7 – Use uma lista de verificação de segurança cirúrgica

8 – Promova treinamentos junto à equipe para prevenir ISC

9 – Minimize o uso de esterilização a vapor de ciclo rápido, de uso imediato

10 – Lave os instrumentais minuciosamente antes da esterilização ou desinfecção. Faça inspeção da limpeza com o auxílio de lupa ou microscópio

11 – Fale ou informe sempre que ocorrer uma quebra da técnica estéril e corrija o erro assim que possível.

Artigo publicado no AORN Journal, revisado por Maria de Lourdes Ravanello – enfermeira chefe do Serviço de Controle de Infecção do Hospital Moinhos de Vento (Porto Alegre / RS) e professora do IAHCS.

 

Um dos itens que não pode faltar nas cirurgias, e que ajuda a minimizar os riscos de infecções hospitalares é o Campo Operatório Estéril Purcotton TKL.

Saiba mais clicando aqui.