A Importância dos Curativos para as Feridas

Os curativos são um meio terapêutico que consiste na limpeza e na aplicação de uma cobertura estéril em uma ferida. Eles têm a finalidade de promover a rápida cicatrização e prevenir a contaminação ou infecções.

Gaze, soro fisiológico e esparadrapo fazem parte do kit de primeiros socorros de quem está preparado para imprevistos. Mas quais materiais escolher na hora de preparar curativos para a proteção de feridas?

Os curativos são um meio terapêutico que consiste na limpeza e na aplicação de uma cobertura estéril em uma ferida. Eles têm a finalidade de promover a rápida cicatrização e prevenir a contaminação ou infecções.

Para entender quais são os objetivos dos curativos, a enfermeira Elisabeth Diehl, especializada em Terapia Intensiva, explica o conceito de ferida: “Elas são interrupções da integridade de um tecido ou órgão, podendo atingir desde a epiderme até estruturas mais profundas”.

Os curativos são necessários em diversos casos. As situações podem ser dividas entre feridas cirúrgicas e traumáticas.

Cirúrgicas: provocadas por procedimentos cirúrgicos

Traumáticas: causadas acidentalmente por agentes que podem ser mecânicos (acidentes, perfuração por armas), físicos (frio, calor, radiação), químicos (ácido, soda cáustica) e biológicos (contato com animais ou parasitas).

Tipos de curativos

As coberturas, segundo a enfermeira, devem respeitar diversos detalhes. Facilidade de remoção, conforto e não exigência de trocas frequentes são algumas delas.

A escolha do curativo ideal envolve a análise de caso. Cada um tem função específica para a cicatrização de feridas dos mais diversos tipos. Os mais conhecidos são as versões com gaze, pomadas e óleos.

Embora exista uma grande variedade, não há opção perfeita para todos os tipos de feridas cutâneas. “Atualmente contamos com uma vasta quantidade de produtos que podem ser usados para a cobertura das feridas, tendo cada um deles a sua indicação específica”, salienta Elisabeh.

Cuidados especiais

De acordo com Elisabeth, as feridas de menor complexidade, como cortes pequenos e escoriações, podem ter seus curativos feitos em casa. “O posto de saúde é indicado para a realização de curativos onde seja necessário o acompanhamento de um profissional especializado para avaliação”, comenta.

A troca do curativo deve ser feita a partir das orientações médicas. “Ela deverá ocorrer de acordo com o tipo que será utilizado, não havendo uma regra única a ser seguida”, comenta. Alguns poderão permanecer por vários dias.

A limpeza ideal

A solução para a limpeza de feridas não deve ser tóxica para os tecidos humanos. “Ela deve permanecer eficaz na presença de material orgânico, reduzir o número de micro-organismos, não causar reações de sensibilidade, estar amplamente disponível, ser de custo eficaz e ter vida útil longa” cita Elisabeth.

O produto mais utilizado por enfermeiros é o soro fisiológico 0,9%. Ele preenche todos os critérios necessários para a escolha do medicamento. “A melhor técnica de limpeza é a irrigação com jatos de soro fisiológico 0,9% morno, podendo ser utilizado na temperatura ambiente”, finaliza.

Fonte: http://vivomaissaudavel.com.br/

Para a retirada do soro fisiológico dos frascos e posterior utilização, como a irrigação citada acima, é indicado o Adapatdor para Frasco de Soro Universal – TKL. Saiba mais clicando aqui.